A PDD da minha empresa disparou. E agora?

Uma PDD nas alturas gera bastante preocupação aos gestores financeiros e uma enorme sensação de instabilidade para as companhias. Descubra as melhores maneiras para reduzi-la.

A PDD, sigla para Provisão para Devedores Duvidosos, é uma das mais medidas adotadas pelo planejamento financeiro das empresas a fim de prevenir os impactos de possíveis casos de inadimplência.

Por meio dessa ação, é possível garantir um cenário de maior segurança contábil para a companhia, visto que, tudo aquilo que não se pode ter certeza de haver pagamento, estará incluso no cálculo da provisão. Dessa forma, será assegurada uma reserva em caixa, possibilitando que a empresa honre seus compromissos no caso do não recebimento dos valores devidos.

Contudo, diante do atual contexto de instabilidade econômica, o cálculo do PDD vem cada vez mais, a ponto de se tornar um dos piores pesadelos para os gestores financeiros.

Afinal, a crise pegou muitas empresas desprevenidas, e nem todas estavam realmente preparadas para encarar o aumento do número de seus devedores – e consecutivamente maiores despesas com um PDD.

Continue a leitura para entender mais sobre o assunto!

Como o aumento da PDD afeta minha empresa?

Quanto maior for o risco de os clientes não pagarem suas dívidas, maior será o montante guardado pela empresa através das provisões.

Dessa forma, um PDD deve ser vista não só como uma medida de prudência, mas também como um sinal de alerta para desastres futuros. Em especial, quando constatado que grande parte deste montante é composto por dívidas difíceis de reverter em pagamento.

Em um cenário de instabilidade, não tardará até a que incerteza se transforme em inadimplência.

Até mesmo os grandes bancos tiveram que aumentar suas despesas com a PDD, com um montante provisionado que chegou a somar mais de R$ 29,101 bilhões.

Logo, se essa é a realidade para as grandes instituições financeiras, é possível afirmar com total certeza que, manter a PDD sob controle nas demais empresas, não será uma tarefa simples.

4 dicas para amenizar a alta da PDD na sua companhia

Ao longo de mais de 20 anos de atuação no mercado de crédito e cobrança, já presenciamos altos e baixos na economia; mas uma crise como a atual, é praticamente inédita.

A boa notícia, no entanto, é que existem medidas que realmente conseguem fazer a diferença para redução da inadimplência. Inclusive, praticadas até mesmo por nós.

Confira o que fazer para amenizar a PDD em tempos de crise:

1# Tenha uma boa política de concessão de crédito

A falta de análises mais aprofundadas em detrimento de um maior volume de vendas, também pode acarretar em uma alta incidência de maus pagadores.

Desse modo, não adianta continuar recorrendo a métodos superficiais, baseados muitas vezes no julgamento humano, experiência do agente e pesquisas de capital declarado. Esse tipo de prática é limitada.

Para resolver isso, será preciso contar com o apoio de um modelo estatístico e recursos que possibilitem enxergar muito além do histórico de crédito do cliente. As informações devem ser coletadas em diversas fontes para garantir uma visão mais aprofundada sobre a realidade da empresa, minimizando as chances de se trabalhar com um mau pagador.

É natural que o seu setor de vendas esteja se esforçando ao máximo para fechar novos negócios, no entanto, sem o devido entendimento das partes – que envolve a venda e a concessão de crédito – a árdua tarefa de cobrar valores quase irrecuperáveis acaba sobrando sempre ao time de cobrança.

2# Preste auxílio ao seu setor de contas a receber

Dê todo o suporte necessário para a área de contas a receber / cobrança. Esses profissionais estão em linha de frente e, como mencionado anteriormente, são eles que ficarão a cargo de lidar com as consequências do alto volume de inadimplentes.

Os impactos do aumento do volume de trabalho, associado a taxas maiores de insucesso no recebimento dos valores devidos, gera cada vez mais pressão psicológica.

Tendo isso em vista, é preciso garantir que esses profissionais detenham tanto do amparo da empresa para assegurar sua saúde mental, quanto ferramentas necessárias para realizarem suas atividades.

Se você conta com uma equipe reduzida, confira aqui 9 dicas para melhorar a eficiência dessa atividade na sua empresa.

3# Utilize as melhores práticas de cobrança

Evite a todo custo que os altos níveis de estresse gerem impacto na abordagem de cobrança. A qualidade nos processos que envolvem o contato humano deve ser primordial.

Se existe algo que sempre ressaltamos, é que a atividade de cobrança serve tanto para recuperar os valores devidos quanto para reinserir o cliente no ciclo de consumo. Sendo assim, não é o momento para colocar em risco suas relações comerciais, utilizando técnicas de cobrança menos flexíveis.

As renegociações deverão ser feitas, porém sempre prezando pela empatia e qualidade do atendimento prestado.

Por isso, não deixe de investir nos processos que envolvem a gestão da cobrança. Aplique monitorias de qualidade, dê feedbacks e utilize recursos para manter sua equipe motivada.

4# Não faça tudo sozinho

Não será simples resolver todos os problemas relacionados ao aumento da PDD, mas lembre-se: não é necessário fazer tudo sozinho!

Se por um lado será preciso reduzir custos para bancar as despesas da empresa, por outro, também será necessário investir para alcançar melhores resultados na recuperação dos valores devidos.

A partir de agora, elementos que unem inovaçãoqualidade e estratégia, devem fazer parte da essência da empresa, pois somente dessa forma, será possível garantir uma retomada mais rápida e superar os estragos provocados pela crise.

Entretanto, tais características não surgirão do dia para a noite. A adoção de recursos providos pela terceirização da cobrança, já possibilitou que grandes organizações superassem seus resultados durante o período de pandemia.

Se estiver interessado em saber mais a respeito, um dos exemplos mais recentes pode ser encontrado no estudo de caso indicado no marcador abaixo.

Para mais conteúdo sobre recuperação de crédito e cobrança, continue de olho aqui em nossa página de Insights!

Precisa de ajuda para reduzir os gastos com a PDD e otimizar sua cobrança?

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Recomendações